domingo, 14 de outubro de 2012

Barquinhas de berinjela assada
Essa refeição é ideal para esquentar as noites frias


Barquinhas de berinjela
Ingredientes:

6 berinjelas pequenas
1 colher (sopa) de vinagre
1 xícara (chá) rasa de pão italiano ralado
1 ovo
1 clara
2 colheres (sopa) de salsa picada
1 colher (chá) de orégano
3 fatias médias de queijo minas fresco
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

Corte as berinjelas ao meio no sentido do comprimento, faça cortes na sua superfície e cozinhe por cerca de 15 minutos em água temperada com o vinagre. Escorra e deixe esfriar. Bata ligeiramente os ovos e misture com pão ralado, salsa, orégano e sal.

Escave as berinjelas, reservando as cascas e misture o miolo com os ingredientes acima. Forre a casca de cada berinjela com metade da fatia de queijo e coloque a massa de berinjelas por cima, polvilhe parmesão e leve ao forno médio (180ºC), pré-aquecido para dourar, por cerca de 20 minutos.

Informações Nutricionais por Porção:

49,9 kcal
6,8 g carboidratos
3,1 g proteínas
2,3 g gorduras

TARTE DE CENOURA




Ingredientes:

- 4 ou 5 cenouras grandes

- 200g de açúcar

- 4 ovos

- 4 colheres de sopa de farinha

Ingredientes para a cobertura:

- Uma barra de chocolate de culinária

- Duas colheres de sopa de manteiga

- leite

Receita:

Como preparar a massa:

- Cozem-se as cenouras, escorrem-se e trituram-se com a varinha mágica. Deixa-se arrefecer.

- Depois emulsiona-se tudo (cenouras, ovos, açúcar e farinha) e coloca-se numa tarteira forrada com papel vegetal untado com manteiga. Vai ao forno.

- Enquanto coze a massa, numa pequena panela, coloca-se um chocolate de culinária grosseiramente partido aos bocados com manteiga e, se necessário, um pouco de leite.

- Depois de derretido deita-se por cima da tarte.

Receita do nosso amigo Filipe Nuno
Quibe de berinjela

Quibe de berinjela


Ingredientes:


2 xícaras (chá) de trigo para quibe - 320g
2 berinjelas grandes picadas em rodelas - 1kg
3 colheres (sopa) de suco de limão - 45ml
2 cebolas grandes em pedaços bem pequenos - 750g
½ xícara (chá) de hortelã picada - 20g
1 colher (sopa) de noz picada - 10g
5 colheres (sopa) de azeite de oliva espanhol - 50g
1 colher (chá) de pimenta síria - 1,5g
Sal a gosto

Modo de Preparo:

Deixe o trigo de molho em uma tigela com 1 litro de água por 30 minutos. Espalhe sobre a berinjela 2 colheres (sopa) de sal e o suco de limão e deixe por 15 minutos. Em seguida, lave a berinjela, seque e bata no processador até obter uma pasta. Reserve a metade e o restante misture com o trigo (espremido), as cebolas, a hortelã, as nozes, 2 colheres (sopa) de do azeite de oliva, a pimenta síria e o sal. Reserve.

Em uma panela, refogue por 5 minutos a berinjela reservada em 2 colheres (sopa) de azeite de oliva. Tempere com sal e retire do fogo. Arrume a metade da massa de berinjela com trigo em uma assadeira, espalhe a berinjela refogada e cubra com a massa restante. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (180ºC) por 45 minutos ou até a superfície dourar. Retire do forno e corte em pedaços. Montagem: Arrume nos pratos o quibe. Sirva com salada de folhas e regue com o azeite de oliva restante. Decore com limão, tomate-cereja e polvilhe pimenta Síria.





Receita pela nossa amiga Maria Odete de Oliveira Torres Mari
Torre de beringela com mozzarella.

2 Beringelas
4 pacotes de mozzarella de 125gms
Sal
Pesto verde
Calda de tomate
Basílico fresco

Lavar a beringela e cortar em rodelas.
Levar a numa frigideira até lourar de ambos os lados
com um pouco de azeite.

Cortar a mozzarella em rodelas.
Depois de lourada a beringela colocar numa guardanapo para absorver.
Numa numa num prato de ir ao forno, colocar uma rodela de beringela,
barrar com pesto,colocar a fatia de mozzarella e barrar com polpa de tomate.
Repetir o o feito por mais 3 vezes.Colocar um palito no centro para näo separar e por fim
colocar um pouco de basílico por cima.

Faca uma "torre" por pessoa.

Depois de concluído,leve ao forno pré aquecido 200° por mais ou menos 5 mts.
Receita pela nossa amiga Vera Marques



sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Bacalhau com Broa


Ingredientes

  • Azeiteq.b.
  • Alho2 Dentes
  • Batatas médias6
  • Cebolas grandes2
  • Migas de bacalhau previamente demolhadas500 g
  • Folha de louro1
  • Salq.b.
  • Pimentaq.b.
  • Miolo de broaq.b.
 

Preparação

Corte a cebola em rodelas finas e leve-as a alourar em azeite juntamente com o alho picado e a folha de louro. Quando a cebola começar a querer alourar, junte o bacalhau escorrido e deixe cozinhar 15 minutos, mexendo de vez em quando.

Tempere com pimenta e sal, se necessário. Entretanto descasque as batatas e corte-as em rodelas com cerca de 0.3 mm de espessura. Leve-as a fritar em óleo quente, sem as deixar ficar demasiadamente louras. Escorra-as em papel absorvente.
Começe então a montar a travessa: coloque na base de um prato de servir que possa ir ao forno as batatas fritas cobrindo todo o fundo. Por cima coloque a cebolada do bacalhau e cubra tudo com uma boa camada de miolo de broa esfarelado.
Regue com um fio de azeite e leve a forno quente (200ºC) até a camada da broa estar lourinha. Sirva com uma salada verde!
In http://sabores.sapo.pt Receita sugerida por Manuela Leite

Fofas do Faial


Fofas do Faial... fazem-se pelo Carnaval...

Ingredientes

500 g farinha ;
5 dl de líquido (água e leite) ;
2 colheres de sopa de sementes de funcho (facultativo);
2 colheres de sopa de açúcar ;
125 g de manteiga ou de margarina ;
1 colher de chá de sal ;
15 ovos ;
creme de baunilha ou de limão


Preparação

Num tacho deita-se a água e o leite (podem ser em partes iguais), o sal, as sementes de funcho, o açúcar e a manteiga. 

Deixa-se levantar fervura e adiciona-se, de uma só vez, a farinha peneirada.

Mexe-se a massa sobre o lume até fazer bola e se desprender do tacho. Retira-se a massa do lume e põe-se a arrefecer.

Depois de fria, juntam-se à massa os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Só se adiciona o ovo seguinte depois do anterior ter sido completamente absorvido. 

Quando a massa tiver a consistência de um merengue bem espesso, dispõe-se em montinhos (à colher) sobre um tabuleiro untado e polvilhado.

Levam-se a cozer em forno bem quente (cerca de 220º C). 

Retiram-se as fofas do forno quando estiverem bem loiras. 

Podem ou não rechear-se com creme de baunilha ou de limão.

Há quem junte a farinha a pouco e pouco, misturando fermento em pó (30 g para 500 g de farinha).

Pomelo / Como descascar...


Pomelo



pomelo (citrus maxima) é uma fruta cítrica, de origem selvagem, que atualmente é bastante cultivada e consumida, ao natural ou industrializada, quando se transforma em óleo, sucos, etc. Tem a casca de cor verde amarelada e polpa que varia, indo de tons amarelados aos roxos e passando pelo alaranjado. Sua polpa é rica em carotenoides, por isso a cor alaranjado-arroxeado – quanto mais escuros os tons, maior a concentração dos carotenoides. Estes pigmentos são poderosos antioxidantes, prevenindo doenças diversas causadas pelos radicais livres, como o envelhecimento precoce e doenças cardiovasculares.
Além desses carotenoides, o pomelo ainda é rico em vitamina C, fornecendo cerca de 52% da quantidade recomendada da vitamina ao dia, esta que também tem poderes antioxidantes e previne muitas doenças e infecções, já que uma de suas funções é melhorar as defesas de nosso organismo.
Esta fruta é rica em fibras e possui baixa quantidade de calorias, possui elevado teor de pectina, uma substância especialmente benéfica às paredes do intestino, que ajuda o trânsito intestinal e protege o intestino, prevenindo o câncer de cólon. A pectina também é comprovadamente eficaz para reduzir os níveis de colesterol do sangue.
O sabor da fruta é muito interessante, já que é pouco menos doce que a laranja, menos ácido do que o limão e pouca coisa amargo, podendo ser consumido in natura ou em sucos, até mesmo misturados a outros sucos, como a laranja, ficando muito saboroso!

Trocando em miúdos, veja o que o pomelo pode fazer pela sua saúde

  • ANTIOXIDANTE – previne diversas doenças, inclusive câncer e o envelhecimento precoce;
  • EFEITO LAXANTE – melhora o funcionamento dos intestinos, facilitando a digestão, ajuda a emagrecer por conta disso e também protege do câncer de cólon;
  • REDUZ O COLESTEROL do sangue por causa da pectina;
  • RICO EM FLAVONOIDES como a naringenina, o betacaroteno, a luteína e a xantina, poderosos antioxidantes que beneficiam a visão;
  • RICO EM VITAMINA A, essencial para a pele, mucosas, previne câncer de pulmão e vias orais;
  • FRUTA RICA EM POTÁSSIO, mineral importantíssimo para manter a pressão arterial e controlar a frequência cardíaca;
  • RICO EM LICOPENO, o pomelo de variedade avermelhada, protege a pele dos danos do sol e protege contra o câncer de próstata;
  • FONTE DE FERRO, previne anemia e outras deficiências sanguíneas;
  • TAMBÉM É FONTE DE OUTROS MINERAIS, como folato, ou ácido fólico, essencial na infância e para as gestantes, e cálcio, que ajudam a manter os ossos e dentes fortes.

in 
http://www.remedio-caseiro.com



Peras com Queijo Rocquefort e Nozes



Peras maduras, lavadas a que se retira o centro
Uma fatia de queijo que se esfarela com o garfo,
Um fio de azeite
Nozes picadas
Misturar e rechear as peras
Obs:Preferência peras Red Anjou

Sugestão de Regina Cardoso

Malassadas/Curiosidades


Fritos doces são sempre coisa funda nas memórias de criança, como comida de festa. Nos Açores, não são de Natal, mas sim de Carnaval. Deixo aqui um exemplo, provavelmente o mais típico e diferente em relação ao continente, as malassadas - que, mesmo nos Açores, são verdadeiramente típicas é de S. Miguel. São muito simples, rústicas, mas deliciosas. E, ao contrário de muita cozinha açoriana, não dependem de ingredientes ou condimentos locais.
Comer e beber bem suscita sempre bom devaneio de conversa à mesa. Aqui vai uma sugestão a propósito. De onde vem o nome antiquíssimo e provavelmente já corrompido destes fritos? De “mal assadas” ou de “melaçadas”?

Há tempos, li numa crónica de Virgílio Nogueiro Gomes, e muito bem, que "a doçaria popular era confecionada com melaço, muito embora os árabes que estiveram na Península Ibérica já tivessem açúcar, apenas ficaram alguns que o poderiam vender em feiras."
Praticamente toda a doçaria açoriana é rica, conventual. Uma exceção notória, popular, são essas tais malassadas do Carnaval, que se fazem também na Madeira e que foram levadas pelos emigrantes açorianos para o nordeste americano e até para o Hawai.

Sempre vi escrito “malassada” e assim escreve M. Lurdes Modesto. Já o bom recoletor de receitas açorianas que foi Augusto Gomes escreve mal-assadas. Mas o “sempre” e o “costume” nem sempre têm razão.
Só conheço uma referência antiga a “malassada” assim escrita, de António Tenreiro, no seu “Itinerário” da viagem da Índia, e referindo-se a uma coisa ambígua, malassada de ovos, que me parece ir mais ao encontro da definição no dicionário de Cândido de Figueiredo, “malassada: ovos, que se batem e se fritam ao mesmo tempo”. Não vejo o que possa ter o frito açoriano com estes ovos mexidos e com mal assado, até porque de facto é muito bem frito em óleo muito quente e fica muito tostado.
Palpita-me que é corruptela de melaçada, o que vai ao encontro do que Virgílio Gomes diz, genericamente. No entanto, é termo não registado por C. Azevedo nem por modernos dicionaristas. E também não é vulgar o "e" passar a "a", antes o contrário, como passo do nosso típico emudecimento das vogais átonas (lembram-se do costume baixo-beirão de Eanes ao nomear o “governe”?). O que acham disto tudo?

Extraido do blog gostodemcomer

Malassadas

Antonio Gerardo falou nos nas Malassadas. Doce típico da Madeira pelo Carnaval. Também me apercebi que é típico dos Açores. Aqui fica uma das receitas:

2 kg de farinha, 6 c. sopa de açúcar, 12 ovos, 125 g de manteiga, 125 g de banha, 2,5 dl de leite, 2,5 dl de água, 40 g de fermento de padeiro diluído, 1 cálice de aguardente. Bater tudo muito bem até a massa estar fina e deixar levedar, embrulhada num pano. Cortar ao tamanho de um bife e deixar o centro mais fino que os bordos. Fritar em óleo bem quente. Servir frias, polvilhadas com açúcar.


In http://gostobemcomer.blogspot.com

Vodka Sling


Taça de Morangos



Ingredientes:



· 1 copo (americano) de gelatina de morango pronta

· 10 morangos

· 4 biscoitos tipo champanhe esfarelados

· 8 bolas de sorvete de creme

· Calda de chocolate a gosto

Modo de preparação:

Bata a gelatina com os morangos no liquidificador e reserve. 

Monte as taças. 

Ponha no fundo de cada taça duas bolas de sorvete

Faça uma camada fina com os biscoitos esfarelados

Cubra com a gelatina batida e finalize com a calda de chocolate.
 
Sirva decorado com morangos frescos.


Dica: Para fazer a calda de chocolate em casa, derreta uma barra de chocolate de leite em

 banho-maria, junte 1/2 chávena (chá) de leite morno e 1 colher (sobremesa) de manteiga.
 
Mexa bem e sirva com sobremesas em geral.


in damadanoite2010.blogspot.com

Panquecas com Mirtilos e Hortelã


300 ml de leite 
250 g de farinha 
200 g de mirtilos 
2 c. de sopa de manteiga amolecida 
2 c. de sopa de açúcar 
2 c. de sopa de folhas de hortelã Vitacress 
1 c. de sopa de açúcar 
1 c. de chá de sal 
1 c. de chá de fermento em pó 
1 ovo

Numa tigela, bata o ovo com o açúcar. Adicione aos poucos o leite e uma colher de sopa de manteiga derretida. Peneire a farinha com o fermento e uma colher de chá de sal. Abra espaço no centro da farinha e vá vertendo a mistura do leite. Bata com uma vara ou uma colher até formar uma massa homogénea. Tape e leve ao frigorífico durante uma hora. Entretanto, numa panela, deite os mirtilos, o açúcar e as folhas de hortelã picadas. Deixe ferver durante 10 minutos. Numa frigideira, derreta outra colher de sopa de manteiga e junte uma pequena concha do preparado para cada panqueca. Deixe dourar e vire com cuidado, dourando o outro lado. Disponha as panquecas num prato e cubra com o molho de mirtilos e hortelã.
In http://www.paramim.com.pt Sugestão de Rosa Aires

Ananas com Mel e Canela



Ingredientes: 


400 gr de ananás 
4 colheres (sopa) de mel 
2 colheres (café) de sumo de limão 
1 pau de canela 


Preparação: 


Prepare o ananás retirando-lhe a casca e o caroço e partindo-o em cubos. Misture e aqueça o 


mel com o açúcar e vá juntando a água, o sumo de limão e coloque o pau de canela, deixe 


ferver. Junte o ananás, quando voltar a ferver desligue e deixe arrefecer. 

Distribua por taças e sirva bem frio.

Mel

.
O mel é conhecido como o néctar de Afrodite, ou seja, um manjar dos deuses. Era muito 

usado na Grécia, e considerado importantíssimo e indispensável nas celebrações de 

casamento. A noiva grega recebia uma colher de mel no dia do casamento, pois acreditava-

se que assim sairiam apenas palavras doces de sua boca, por isso surgiu o nome "lua-de-

mel". Além do conteúdo histórico, há no mel vitaminas importantíssimas, como as vitaminas

 B e C, minerais do pólen das flores, que podem agir como estimulante na produção de 

hormonas sexuais

Luas com Mel



Tipo de Culinária: Judaica

Rendimento: 30 porções




250 gr de açúcar 
500 gr de gordura vegetal hidrogenada 
800 gr de farinha de trigo peneirada(s) 
1 xícara(s) (chá) de mel 
quanto baste de açúcar de confeiteiro para polvilhar 
1/2 colher(es) (café) de sal 

Misture o açúcar, o sal e a gordura, acrescente a farinha e trabalhe a massa até ficar lisa

 Forme uma bola, deixando descansar por 10 minutos, abra com rolo na espessura de meio 

centímetro. Corte em formato de meia lua, usando um copo para ficar mais fácil. Coloque

em uma assadeira untada e asse em forno moderado. Quando assadas e já frias, una duas

de cada vez, colocando entre elas uma camada de mel.

Passe no açúcar de confeiteiro e guarde numa lata bem tampada.



Pão de Mel Recheado



Massa:

3 gemas;


1 xícara (chá) de açúcar;

1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo;


1 xícara (chá) de leite morno;



1/2 xícara (chá) de mel;

2 colheres (chá) de canela em pó;


2 colheres (chá) de cravo em pó;


2 xícaras (chá) de farinha de trigo;


1 xícara (chá) de amido de milho (Maizena);


1/2 xícara (chá) de óleo;


1 colher (chá) de bicarbonato de sódio;


1 colher (chá) de fermento em pó;


3 claras em neve.


Recheio:

600 g de doce de leite;


1 xícara e meia (chá) de nozes picadas.


Cobertura:


400 g de chocolate ao leite hidrogenado derretido;


400 g de chocolate meio amargo hidrogenado derretido

.
Para untar e enfarinhar:

margarina e farinha de trigo.


Para forrar:

papel-manteiga.



Modo de Preparo:

Massa:

Unte e enfarinhe 40 formas para pão de mel (7 cm de diâmetro). Reserve.
Preaqueça o forno em temperatura média (180ºC).
Bata na batedeira as gemas, o açúcar mascavo, o leite, o mel, a canela e o cravo.
Acrescente alternadamente a farinha, o amido de milho e o óleo até que a massa fique homogênea.
Retire da batedeira e misture delicadamente o bicarbonato, o fermento e as claras.
Coloque nas formas reservadas e leve ao forno por 25 minutos ou até que um palito, depois de espetado na massa, saia limpo. Desenforme e reserve até esfriar.

Recheio:

Em uma tigela, misture o doce de leite e as nozes.


Corte cada pão de mel ao meio. Distribua o recheio em uma das partes e feche com a outra 



metade
.
Cobertura:

Em uma tigela, misture o chocolate ao leite e o chocolate meio amargo, derretendo em


banho maria.


Mergulhe o pão de mel no chocolate, banhando-o por inteiro. Deixe escorrer e coloque sobre 


uma superfície forrada com papel-manteiga para secar. Depois de secos, apare as rebarbas


 com uma tesoura ou faca.

Rendimento: 40 unidades


Receita para manter a linha : Anti gripe


3 maçãs descascadas e sem sementes
2 cenouras sem casca
2 cm de gengibre
2 copos de água
1 laranja descascada
gelo picado q.b. 

Com ajuda de uma máquina própria para sumos, triture as maçãs, as cenouras, a laranja e o gengibre. Misture muito bem e junte a água. Bata novamente e sirva fresco com gelo picado.


in www.paramim.com.pt sugestão de Rosa Aires

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Tartelete de Chocolate com Frutos Vermelhos




Tartelete de chocolate com frutos vermelhos
500 gr de chocolate
200 gr de frutos encarnados
50 gr de manteiga
½ litro de natas
200 gr de doce de framboesa
1 gema
200 gr de bolacha tipo maria
200 gr de frutos encarnados
50 gr de açúcar

Triturar a bolacha e misturar com a manteiga derretida para fazer a base. Derreter o chocolate com a manteiga em banho maria e juntar o doce de framboesa, a gema e as natas. Deixar em banho maria durante cinco minutos e deitar este preparado em cima da base de bolacha.
Decorar com frutos encarnados previamente cozidos com açúcar.

in http://www.paramim.com.pt do chef El Chakall Sugestão de Rosa Aires

Vinhos Medicinais


Site onde pode encontrar diversas receitas à base de vinho para alívio de diversas "maleitas"

ILLICIUM ANISATUM/magnóleacea.





Na imagem a flor que vem dar origem ao Anis Estrelado


Este último, é usado no tempero de carnes e frutos do mar assim como, em bebidas.


 
O uso prolongado ou em quantidade ,torna-se tóxico(sistema nervoso).



É usado como base no TAMIFLU(gripe suína)

Esclarece-nos Regina Cardoso

Tuiles de Framboesa

Ingredientes:


2 litros de puré de framboesas(sem sementes)

2 colheres(sopa) cheias de Icing Sugar


Execução:

Com a varinha mágica reduzir os frutos a puré.
 
Coar (rede muito fina para retirar todas as sementes)

Bater este com o Icing Sugar


Deitar o preparado num tabuleiro forrado com um "tapete" de silicome.


Espalhar por igual e alisar

.
Levar ao forno pré-aquecido(temperatura 85º)durante90minutos

.
Quando estiver pronto,descola-se do tapete,e pode cortar-se,dar-se a forma desejada.


Numa palavra: Molda-se!


Cautela! Deve ser trabalhado enquanto quente!


Depois torna-se estaladiço,seco e já não se pode moldar


OBS:
1- O tempo de cozedura depende da espessura

.
Assim,aconselha-se a ir levantando uma pontinha da placa de framboesa para ver a 



consistência.

2- Aqui ,deu-se a forma de petalas,formando uma "caixinha" e recheou-se com cheesecake





Sugestão de Regina Cardoso